Pular para o conteúdo
Início » Denian Couto alerta sobre fake news a respeito de escolas cívico-militares

Denian Couto alerta sobre fake news a respeito de escolas cívico-militares

O deputado estadual Denian Couto (Podemos-PR) chama a atenção da população para notícias falsas sobre escolas cívico-militares no Paraná. Segundo ele, muitos cidadãos têm questionado a veracidade de informações referentes ao modelo que deve se expandir. “Como sou uma pessoa pública, chegam em mim para perguntar se é verdade que nas escolas cívico militares os alunos serão obrigados a cortar o cabelo, que os estudantes vão apanhar dos militares, verdadeiros absurdos. Isso não tem o menor cabimento”, assegura o parlamentar.

            Na contramão da política do governo federal de fechar as escolas cívico-militares sob a sua gestão, o governo do estado anunciou o plano de ampliar o modelo. A ideia é que mais 127 escolas estaduais de ensino regular, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, passem para o modelo cívico-militar em 2024. Destas, 27 são em Curitiba e as demais, estão espalhadas por diversas cidades paranaenses. Porém, a secretaria estadual de educação anunciou uma consulta pública para que a comunidade escolar decida a alteração na prática.

            Para Couto, por conta dessa opção acertada do governo do estado, há um movimento de grupos progressistas contra o programa, que está confundindo as pessoas. “Estão armando a arapuca e os pais e alunos precisam ficar atentos. A escola cívico-militar é muito bem-vinda, garante uma maior quantidade de aulas, aborda matérias de cidadania, civismo, conhecimento de leis e trabalha a disciplina. É muito bom para a formação integral do estudante”, defende o parlamentar.

            A consulta pública está prevista para os dias 28 e 29 novembro. Ela será realizada nas próprias escolas, com a participação de professores, funcionários, pais de alunos e estudantes maiores de 16 anos.

            O modelo cívico-militar no Paraná combina elementos da gestão civil com a presença de militares da reserva na administração e na rotina escolar. As escolas cívico-militares foram instituídas no estado em 2020. Com a implementação do programa, em 2021, o modelo atingiu 194 colégios. Há ainda outras 12 escolas cívico-militares com o modelo do programa nacional, mas que serão descontinuadas no ano que vem, por decisão do governo federal.

Foto: Divulgação


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/jornaldoonibusdecuritiba/www/wp-includes/functions.php on line 5373

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/jornaldoonibusdecuritiba/www/wp-includes/functions.php on line 5373